Conselho da Docas aprova contratação de sistema VTMIS

Programa permitirá o monitoramento do tráfego no canal do Porto

Com o VTMIS, Docas poderá controlar o tráfego de navios entre a Barra e a região dos terminais do PortoA contratação da empresa que implantará o sistema de monitoramento do tráfego de embarcações– em inglês, Vessel Traffic Management Information System ou VTMIS – do Porto de Santos foi autorizada pelo Conselho de Administração (Consad) da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Agora, a estatal já pode assinar o contrato com o consórcio Indra VTMIS Santos, que terá quatro meses para a elaboração do projeto executivo do programa.

As empresas que integram o consórcio vencedor têm experiência na implantação desses sistemas. Elas foram responsáveis pela instalação dos equipamentos de controle do tráfego portuário em complexos da Espanha, do Marrocos e da Polônia. Recentemente, foram selecionadas para colocar o VTMIS no Porto de Vitória (ES) e em Southampton, na Inglaterra. O valor cobrado pelo serviço no Porto de Santos foi de R$ 31 milhões.

O consórcio terá de fornecer os equipamentos e o software do sistema. Além disso, deverá realizar as obras necessárias e treinar os funcionários da Docas para operá-lo. Tudo deverá ser executado em até 44 meses.

A aprovação do vencedor e de suas planilhas de custo pelo Consad é uma das etapas necessárias para a contratação da empresa. Em seguida, a empresa (no caso, consórcio) classificada é habilitada pela Superintendência Jurídica da estatal, de acordo com a assessoria de imprensa da Docas.

A expectatica é de que o contrato com a Indra VTMIS Santos seja assinado nesta semana. Somente a partir desse momento, começará a ser contado o prazo de quatro meses para o consórcio elaborar o projeto executivo. Esse estudo indicará o cronograma dos trabalhos durante os 44 meses.

INSTALAÇÕES

Na última segunda-feira, a Codesp realizou um pregão eletrônico para contratar a reforma das futuras instalações do VTMIS. O centro de operação do sistema será implantado na antiga Ponte de Inspeção Naval, que fica na Avenida Saldanha da Gama, na Ponta da Praia, em Santos. O local foi repassado pela Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) à Docas há dois anos, já com o objetivo de abrigar o centro de controle do programa.

A firma vencedora do pregão já foi definida e terá oito meses para o serviço. A Codesp ainda não divulga o nome da empresa, pois a concorrência ainda está em fase de recursos.

SISTEMA

O VTMIS permitirá à Docas monitorar e gerenciar, em tempo real, o fluxo de embarcações no canal de navegação e nas áreas de fundeio do Porto (na Barra e na Baía de Santos). Ainda fornecerá dados sobre o tráfego no canal, possibilitando o controle de questões ambientais e a coordenação de apoio durante emergência.

Além do centro de controle, o sistema contará com quatro torres de monitoramento, instaladas em pontos estratégicos: na Ilha da Moela (costa de Guarujá), na Ponta de Itaipu (em Praia Grande),nosarredores do terminal da DowQuímica (na entrada do canal, em Guarujá) e na Ilha Barnabé (Área Continental de Santos). Com esses equipamentos, sua área de varredura irá dos locais de fundeio até o Terminal Marítimo da Usiminas.

Cada torre terá um radar, uma câmera inteligente e um transponder AIS para a coleta de dados das embarcações. Ainda serão instalados uma estação meteorológica e um marégrafo.

FONTE: A Tribuna

Speak Your Mind

*