Porto de Santos tem oito propostas para implantação do VTMIS

Seis consórcios e duas empresas, somando oito licitantes, apresentaram, nesta sexta-feira, 25 de abril, propostas para implantação do Sistema de Gerenciamento de Informação do Tráfego de Embarcações no Porto de Santos, o Vessel Traffic Management Information System (VTMIS).

A Concorrência nº 7/2013, aberta para essa finalidade, pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), contempla o fornecimento dos equipamentos, software e treinamento de pessoal necessário à sua homologação pela Autoridade Marítima, incluindo as obras civis, pelo prazo de 44 meses. Os próximos passos serão as análises dos invólucros 1 (habilitação) das licitantes e, posteriormente, dos invólucros 2 (propostas de preço).

O VTMIS faz parte do Projeto de Inteligência Logística Portuária da Secretaria de Portos (SEP), juntamente com o Porto Sem Papel (PSP) e Porto 24 horas, ambos em pleno funcionamento.

Esse sistema possibilitará o monitoramento e gerenciamento, em tempo real, do fluxo de embarcações no canal de navegação e nas áreas de fundeio do Porto de Santos e contribuirá, significativamente, para a segurança da navegação no estuário de Santos, salvaguarda da vida humana no mar, monitoramento do meio ambiente marinho e para a manutenção da segurança, eficiência e regularidade das atividades portuárias. O VTMIS será totalmente integrado ao Porto Sem Papel e terá compatibilidade com o sistema de acessos das áreas primárias do Porto de Santos, o ISPS Code.

As melhorias nas condições de segurança e de eficiência dos portos são necessárias por uma série de razões, entre as quais as demandas de um comércio internacional em crescimento, a tendência da utilização de navios cada vez maiores, bem como a rapidez com que ocorrem as operações de embarque e descarga de mercadorias.

Segundo o diretor presidente da Codesp, Angelino Caputo, uma evolução na segurança e na eficiência da navegação pode ser alcançada mediante investimentos em sistemas avançados de informações marítimas, a exemplo do VTMIS.

O Porto de Santos vem avaliando e buscando diversas formas de controlar e gerenciar o tráfego de seus navios por meio desse sistema. Com o surgimento de novas tecnologias de transmissão de dados, na área de radares costeiros e equipamentos de supervisão à distância (câmeras de longo alcance e visão noturna), além das exigências nas áreas de segurança e de supervisão portuária, como o ISPS Code, bem como demandas na área de monitoramento e controle ambiental, o projeto do VTMIS tornou-se realidade.

A obtenção de dados ambientais (meteorológicos e oceanográficos) é um dos benefícios a ser gerado pelo VTMIS, permitindo à Codesp um melhor estudo dos efeitos de suas atividades no meio ambiente da região. O projeto prevê a implantação de uma rede de sensores ambientais com esse objetivo.

O VTMIS contará com um subsistema meteorológico que terá como função assegurar a operação portuária em condições normais e seguras, medindo em tempo real as variáveis climáticas, tais como visibilidade, temperatura, velocidade/direção do vento e pluviosidade.

Já o principal objetivo do subsistema oceanográfico do VTMIS é monitorar as condições oceanográficas do Porto de Santos, a fim de garantir a segurança das manobras de entrada e saída dos navios, pelo canal de entrada da Barra, e a proteção ambiental do complexo portuário.

A altura das marés será registrada em tempo real e comparada, imediatamente, com o calado de cada navio, de acordo com informações da própria embarcação, para que a operação portuária seja completada sem riscos à segurança da navegação.
Apresentaram propostas os consórcios: Porto Controlado; Indra VTMIS Santos; DF S.A.; JRC – Módulo; VTMIS Sice – Stee; Teleporto e as empresas: Atech Negócios em Tecnologia S.A. e Dataprom Equipamento e Serviços de Informática Ltda..

Assessoria de Comunicação Social
Companhia Docas do Estado de São Paulo
Porto de Santos
Tel.: (13) 3202-6565 ramal 2753
25/04/2014

Speak Your Mind

*