Embarcações de Apoio

Plataformas são apoiadas por diversas embarcações que exercem diversas funções cruciais para o funcionamento da plataforma. Algumas das funções desses navios incluem: transporte de cargas, transporte de cargas líquidas e reboque. Cada Navio de Apoio tem uma configuração diferente na tripulação dependendo da necessidade. Abaixo estão as descrições das profissões mais comuns em embarcações de apoio.

Capitão

O Capitão é um Oficial da Marinha Mercante com a maior autoridade a bordo. O capitão é responsável por todos os aspectos do navio e da navegação. O Capitão é responsável por coordenar e controlar vários serviços a bordo garantindo as melhores condições de operacionalidade, rentabilidade e segurança. Por ser um cargo de tanta importância e com tanto poder, o capitão deve ter anos de experiência em navios e ter sido promovido na hierarquia de oficias. Além disso, se espera que o capitão esteja atualizado com os cursos dos equipamentos mais recentes e conheça as normas marítimas nacionais e internacionais.

Imediato

O Imediato é diretamente abaixo do Capitão. Este é responsável pela superintendência direta da secção de convés. Ele é subordinado ao Capitão, de quem recebe suas ordens diretamente. É o principal responsável pela carga e pela segurança do navio. Também deve coordenar os recursos a bordo, tipo estoque, água e combustível.

Oficial de Náutica

Além do Capitão e Imediato, existem outros Oficiais de Náutica a bordo responsáveis por outras funções tais como pilotagem, navegação, rádio, manobra, ativa, salvamento, limpeza e manutenção do casco, operação geral da embarcação, serviços de saúde e câmaras a bordo. Para se tornar um Oficial de Náutica é preciso ter as qualificações necessárias dos institutos reconhecidos. No Brasil, a carreira de oficial de náutica inclui os seguintes níveis: praticante de náutica, 2º oficial de náutica, 1º oficial de náutica, capitão de cabotagem e capitão de longo curso.

Marinheiro de Convés

O Marinheiro é funcionário que é responsável pela manutenção, serviço e operação das embarcações. É subordinado dos Oficiais e faz parte da equipe de convés. Os Marinheiros não são necessariamente certificados, já que não precisam de uma formação náutica específica para exercer certas funções. Geralmente são contratados para o navio para servirem uma função semelhante a que já tem experiência em terra.

Taifeiro

As tarefas de taifa são executadas pela equipe de convés, sob supervisão do oficial responsável. Os Taifeiros são os profissionais responsáveis pelos serviços de alimentação e alojamento. Essas são de limpar e arrumar os camarotes e as salas, preparar as mesas, servir refeições, lavar e limpar o material utilizado, preparar e servir bebidas nos bares e salões da embarcação, cuidar do serviço de cafeteria e da arrumação, conservação e distribuição alimentos. Os Taifeiros tem qualificação ou experiência em hotelaria.

Mestre de Cabotagem

O Mestre de cabotagem normalmente não pertence ao escalão dos oficiais, mas também tem as responsabilidades sobre uma embarcação que um Capitão teria. No caso do Mestre de Cabotagem este se refere apenas ao tráfego marítimo nacional.

Chefe de Máquinas

O Chefe de Maquinas é o principal responsável pela secção de máquinas no navio. Ele gerencia sua equipe para realizar manutenções e instalações mecânicas, elétricas e
eletrônicas no motor do navio. É um dos cargos mais altos do navio já que o grau de responsabilidade é alto.

Oficial de Máquinas

O Oficial de Máquinas é o profissional da equipe de máquinas do navio. Este é subordinado do chefe de maquinas e tem uma formação técnica de mecânica, elétrica ou engenharia. As funções dos oficiais de máquinas consistem em controlar e participar na manutenção dos sistemas elétricos, eletrônicos e mecânicos do navio. Isso inclui os sistemas de propulsão e de produção de energia, controle de combustível e de outros materiais, manutenção preventiva e reparação das máquinas e do equipamento do navio, garantir a conformidade com as especificações e normas, detectar e resolver problemas e coordenar o trabalho do restante pessoal de máquinas.

Condutor de Máquinas

O Condutor de Maquinas pode ser tanto um Oficial, quanto um Subalterno da seção de maquinas. Os oficiais maquinistas, normalmente, ocupam-se dos sistemas de propulsão mais potentes e complexos, podendo também ser responsáveis pelo estudo científico da concepção e reformulação daqueles sistemas. O Condutor de Máquinas pode ser especialista em um ou mais tipos de sistemas de propulsão marítima, incluindo as máquinas a vapor, os motores de combustão interna, as turbinas a gás e outros.

Mecânico

A função do mecânico é fazer a manutenção preventiva, reparação, instalação e modificação nas maquinas, motores e outros equipamentos mecânicos a bordo. As funções de mecânico de bordo são bastante alargadas na área da manutenção. Assim, a bordo da embarcação, além da função de mecânico propriamente dita, exerce todas as funções relativas às profissões de torneiro, de serralheiro, de soldador e de canalizador.

Eletricista

Eletricistas são profissionais capacitados para trabalhar com instalação, reparação e manutenção de equipamentos elétricos e eletroeletrônicos a bordo. Esses são subordinados a equipe de máquinas. Em alguns casos o papel de eletricista pode ser feito por um Oficial ou Condutor de Máquinas. Mas esta também pode ser uma função para eletricistas experientes que nunca tiveram experiência embarcado.

Cozinheiro

O Cozinheiro tem a mesma função de um cozinheiro normal. É responsável pelo controle de estoque, armazenamento e preparação dos alimentos para toda a tripulação.

Enfermeiro

O Enfermeiro a bordo tem a responsabilidade sobre a saúde da equipe. Deve ser qualificação e ter experiência em primeiros socorros para estar preparado para qualquer emergência. O enfermeiro pode ter que assumir outras funções a bordo em seu tempo vago.

Operador de Guindaste

O Operador de Guindaste a bordo pode exercer mais de uma função. Qualquer profissional pode ser treinado como operador de guindaste, é só obter a qualificação através de cursos de operação de guindaste e manuseio de cargas.

Operador de ROV

O Operador de ROV, ou piloto de ROV, é responsável por pilotar os veículos submarinos operados remotamente – conhecidos como ROVs. Os ROVs são robôs que desempenham diversas funções debaixo d’água que não seria viável para mergulhadores por conta do perigo, profundidade ou peso. Operadores de ROV trabalham nas embarcações que tem ROVs. Para poder trabalhar com isso é preciso ter feito um curso especificamente para aprender a usar os ROVs. Esse curso é feito em simuladores de ROV, também conhecido como VROV.

Bombeador

O Bombeador é o profissional responsável pela manutenção e operação dos sistemas de bombagem de cargas líquidas nos navios tanques. O Bombeador executa todo o trabalho necessário para a operação segura e adequada do sistema de transferência de carga líquida, que inclui: bombas de transferência de carga líquida, bombas de decapagem de carga líquida, aglutina e separadores de carga líquida,  filtros, tubulações, válvulas, conexões, equipamento associado e o maquinário de convés diretamente relacionada com a transferência de carga líquida.

Mergulhador

Dependendo da atividade da embarcação pode ser necessário ter um mergulhador a bordo. Mergulhador offshore é uma das profissões mais perigosas do mundo, e também uma das mais bem pagas. Os mergulhadores fazem trabalhos de instalação, manutenção em reparo em grandes profundidades (300 metros). Para ser um mergulhador profissional precisa ter feitos os cursos básicos de mergulho e mergulho em grande profundidades. Além disso, é necessário fazer cursos específicos para construção submarina para aprender a manusear equipamentos específicos e trabalhar muito tempo em grande profundidades.


Leia Mais

Lista de Departamentos

Lista de Salários