A Construção civil é um dos principais setores industriais do Brasil. Sua função é desenvolver o bem estar da sociedade, preservando o meio ambiente, por meio de obras de engenharia civil nos segmentos de infraestrutura e edificações.

O termo construção civil engloba diversos tipos de obras como casas, edifícios, pontes, barragens, fundações, estradas, aeroportos e outras infraestruturas. A construção civil pode ser dividida em 3 segmentos, dependendo da finalidade da obra:

  • Construção e reforma de casas: obras e reformas de casas, apartamentos e moradias.
  • Construção Pesada: construção de portos, pontes, aeroportos, estradas, hidroelétricas, túneis e infraestrutura urbana. Essas são obras que em geral só são contratadas por empresas e órgãos públicos.
  • Construção Comercial: obras para projetos de larga escala privadas. Isso inclui projetos como shoppings, escolas, hospitais, etc.

Como funciona a Construção Civil no Brasil?

No Brasil, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) regulamenta as normas e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) fiscaliza o exercício da profissão e a responsabilidade civil.

A execução das obras exigem uma variedade de competências e profissionais de diversas áreas, incluindo engenheiro civil, arquiteto, mestre de obras, diversos técnicos e outras profissões.

As obras de construção civil devem ser previamente aprovadas pelos órgãos municipais competentes, e sua execução acompanhada por engenheiros ou arquitetos registrados no CREA.

Entidades

Existem várias agências, órgãos governamentais e associações envolvidas em uma construção. As mais conhecidas são:

Essas instituições servem para ajudar a fiscalizar e regular as obras e as condições de trabalho para que garantir a integridade e segurança das estruturas e a salvaguarda da vida humana.

Legislação

Devido a complexidade de execução e envolvimento de várias pessoas e instituições, diversas normas foram criadas para assegurar os interesses e segurança física e financeira de todos envolvidos. Essas são:

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas

A ABNT é uma entidade privada e sem fins lucrativos que é responsável pela elaboração das Normas Brasileiras (NBR), elaboradas por seus Comitês Brasileiros (ABNT/CB), Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE). A ABNT também atua na avaliação da conformidade e dispõe de programas para certificação de produtos, sistemas e rotulagem ambiental.

NR – Norma Regulamentadora

As Normas Regulamentadoras, também conhecidas como NRs, regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e saúde do trabalhador. Essas normas são citadas no Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Foram aprovadas pela Portaria N.° 3.214, 8 de junho de 1978, são de observância obrigatória por todas as empresas brasileiras regidas pela CLT e são periodicamente revisadas pelo Ministério do Trabalho (MTE).

As NRs impõem os requisitos mínimos para capacitação dos trabalhadores que vão exigir cada tarefa. Por exemplo, caso um colaborador precise executar trabalho acima de 2 metros de altura, ele deverá se capacitar no treinamento de trabalho em altura da NR-35. As qualificações exigidas para cada função pode ser encontrado na página de cursos para construção trabalhar em civil.

Documentos de Segurança do Trabalho

Por conta dos riscos envolvidos em construções, uma série de documentos e procedimentos de segurança do trabalho são exigidos em cada obra:

Sinalização

De acordo com a NR-18, o canteiro de obras deve ser sinalizado com o objetivo de:

  • identificar os locais de apoio que compõem o canteiro de obras;
  • indicar as saídas por meio de dizeres ou setas;
  • manter comunicação por meio de avisos, cartazes ou similares;
  • advertir contra perigo de contato ou acionamento acidental com partes móveis das máquinas e equipamentos;
  • advertir quanto a risco de queda;
  • alertar quanto à obrigatoriedade do uso de EPI, específico para a atividade executada, com a devida sinalização e advertência próximas ao posto de trabalho;
  • alertar quanto ao isolamento das áreas de transporte e circulação de materiais por grua, guincho e guindaste;
  • identificar acessos, circulação de veículos e equipamentos na obra;
  • advertir contra risco de passagem de trabalhadores onde o pé-direito for inferior a 1,80 m;
  • identificar locais com substâncias tóxicas, corrosivas, inflamáveis, explosivas e radioativas.

Porque trabalhar?

Candidatos que desejam ingressar no setor de construção civil devem pesar os pros e contras da profissão.

Vantagens

  • Fácil entrada
  • Boa remuneração
  • Diversidade
  • Crescimento

Desvantagens

  • Carga horária
  • Locais outras cidades
  • Alta procura
  • Riscos

O Mercado

Historicamente, o desempenho do mercado da construção civil acompanha a economia brasileira. Logo, o mercado de trabalho desse setor é cíclico, com períodos de alta demanda e, consequentemente, altos salários, e épocas em que os níveis de desemprego prejudicam a empregabilidade em todos os cargos e profissões. Confira alguns profissionais que trabalham no setor da construção civil.

A construção civil é um setor que, apesar da atual crise, oferece muitas vagas de emprego na cidade do Rio de Janeiro. Com uma variedade de ocupações, há muitas profissões que fazem parte de uma obra, algumas estão em uma obra, outras não. A maioria passa por processo seletivo ainda muito simples, nos próprios locais de obras geralmente há a quantidade de profissionais que são necessários para aquela etapa da obra. A melhor forma de conseguir uma vaga no setor é justamente procurar onde estão estas empresas e obras e se apresentar junto ao Mestre de Obras ou responsável pelas contratações. Vale ressaltar que apesar da rotatividade que é comum no setor, o oposto também é comum para aqueles profissionais que conseguem fazer carreira nas respectivas empresas.

Construção civil no Brasil e demissões

Como resultado do declínio no setor, mais de 1 milhão de trabalhadores da construção civil perderam seus empregos. Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Esse resultado considera o período de outubro de 2014 até dezembro de 2016. Desde então, o número de trabalhadores da construção civil no Brasil caiu de 3,57 milhões para 2,489 milhões.

Razões da queda no crescimento da construção civil no Brasil

Especialistas afirmam que a construção civil no Brasil está sendo afetada pelo menor número de obras públicas, pelo impacto da Operação Lava Jato e pela queda na venda de imóveis.

Inadiavelmente, 2018 será um ano de mudanças por conta das eleições. O Sebrae realizou a publicação Cenário Prospectivos: o setor de construção no Brasil de 2016 a 2018 que levanta os dois fatores citados acima e aponta três panoramas do que pode ocorrer nesse ano. De acordo com a visão da entidade, primeiramente, há expectativa de retomada da governabilidade com potencial estabilidade econômica; a política e a economia podem ficar em sintonia, gerando crescimento, na segunda alternativa; ou, no pior dos cenários, pode haver uma recessão econômica em meio à instabilidade política. Segundo informações extraídas do estudo do Sebrae, o PIB da Construção, em um cenário realista, deve crescer 2,6%; em um cenário otimista, deve ter aumento de 3,3%; e já em um cenário pessimista, deve ter queda de 0,5%.

Retomada 2019

A expectativa da retomada da construção civil ficou para 2019. Segundo a Tribuna PR, o Índice de Confiança da Construção (ICST) avançou 1,5 ponto em outubro de 2018, chegando a 81,8 pontos. Neste sentido, a confiança dos consumidores teve um aumento de 120%, enquanto dos empresários o número cresceu e a expectativa é de 60% no setor. Com a confiança em recuperação, o cenário futuro mostra-se otimista. “A confiança é o principal ponto para o investimento, tanto para o empresário quanto para o consumidor”, afirma Sérgio Luiz Crema, presidente do Sinduscon-PR.

A expectativa acompanha as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro que, após apresentar quedas em 2015 (-3,77%) e 2016 (-3,59%) e leve alta em 2017 (0,98%), deve crescer 1,39% ainda neste ano e 2,50% em 2019, segundo as projeções do Banco Central.

(FONTE: Tribuna PR)

Tendências

O Relatório de Cenários e Projeções Estratégicas da SEBRAE, identificou as seguintes tendências de mercado na construção civil no Brasil:

  • Mulheres na Construção
  • Serviços agregados
  • E-leaning na cadeia de construção
  • Smart Cities
  • Encadeamento produtivo
  • Construções sustentáveis
  • Construção enxuta
  • Central de negócios

Qualificação

Investir em qualificação será mais importante do nunca. Com a redução de orçamento as empresas precisam focar em produtividade para se manterem competitivas.

Funcionários qualificados são mais eficientes e mais produtivos. A tendência é que as empresas foquem em contratar funcionários com mais experiência de mercado e mais qualificações para que possa atingir o resultado final mais rápido e com maior qualidade. Além disso, candidatos que já estejam qualificados custam menos para a empresa e podem começar a trabalhar imediatamente. Veja a lista de cursos e qualificações necessárias para ingressar no ramo de construção civil.

Páginas Relacionadas

Salários da Construção Civil

Tabela Salarial da Construção Civil Profissão Piso Salarial Teto Salarial Média Salarial Administrativo de obras 3.039,00 6.639,10 4.784,90 Advogado pleno 5.580,70 6.927,00 6.042,80 Ajudante geral… Saiba mais

Como fazer um bom currículo para conquistar vagas na construção civil

Triagem de pessoas Em geral, a contratação para uma obra é feita através de uma Triagem ou Fichamento. O Departamento Pessoal da obra faz a triagem… Saiba mais

Profissões na Construção Civil Comercial

A Construção Civil Comercial/Institucional é uma das áreas com crescimento constante. Mesmo em períodos de crise a área continua com alta procura por profissionais. Ter… Saiba mais

Profissões na Construção Civil

A Construção Civil é uma área extensa, que oferece diversas possibilidades de emprego. É uma área em constante desenvolvimento, sempre tendo demanda da necessidade de… Saiba mais